Sketchbooks – as páginas desconhecidas do processo criativo

 Por Taís Bushatsky Mathias

A sugestão de hoje é o livro "Sketchbooks – as páginas desconhecidas do processo criativo" 

A encantadora concepção deste livro possibilitou o acesso aos cadernos de esboços de 26 artistas visuais brasileiros. A beleza de acompanhar o processo criativo nos sketchbooks, que não possuem o "peso" de uma obra finalizada, está na proximidade com os registros cotidianos e com as técnicas e desenhos sob perspectivas e temáticas pouco exploradas pelos artistas nas obras que conhecemos.

"O caderno cumpre a função de quebrar paradigmas pelo experimento, vencer o medo, o preconceito" Kako.

O livro possui esse caráter intimista, aproximando o leitor das ilustrações que artistas como Angeli, Guto Lacaz e Lourenço Mutarelli fizeram enquanto estavam sentados em um bar, na rua, em alguma viagem, nos momentos mais informais A publicação é constituída pelo fac-símile de páginas dos cadernos, que andaram nos bolsos das calças e nas mochilas desses artistas. Além do incrível trabalho gráfico, cada artista contribui com o seu depoimento sobre a importância do "fazer arte" sem o compromisso da publicação. Como diz Mutarelli, "Meus cadernos são geradores de ideias livres".

Poder observar tão de perto o modo como cada um deles organiza os pensamentos, percebe as imagens, compõe o olhar sobre algo, é singular, pois nos tornamos testemunhas da arte em seu processo de criação, antes de serem "lapidadas" para a exposição.

Convido a todos a conhecer este material único!

Título: Sketchbooks – as páginas desconhecidas do processo criativo
Autor: Cezar de Almeida e Roger Basseto (org.)
Editora: IPSIS

Vídeo com a divulgação do livro:
http://vimeo.com/15675390

Em nosso acervo na Biblioteca Central o número de classificação do livro é:
7.071
A444s

Um comentário:

Psicóloga Daniela Carneiro disse...

Muito interessante e válido.